November 9, 2018

Please reload

Posts Recentes

É hora de criar um cargo executivo dedicado à requalificação dos colaboradores.

October 4, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Saiba quando ser Líder ou Seguidor

May 10, 2019

 

Liderança é um conceito complexo, mas é algo que todos nós intuitivamente “entendemos”, o mesmo não acontece com o conceito de seguidor. A palavra tende a ter uma conotação negativa.

 

Susan Ashford, professora da Ross School of Business, da Universidade de Michigan, afirma a importância da fluidez da liderança e a necessidade de se mover entre o papel de líder e de seguidor. Recentemente, este conceito do líder e seguidor me fez, literalmente, todo sentido quando minha filha estava a se candidatar para a universidade e encontrei-me no papel de seguidora.

 

Como qualquer mãe, de um aluno finalista do 12º, sabe que o processo de inscrição nas universidades trazem muitas ansiedade. É emocionante, exigente, assustador, estimulante e cheio de tensão. Afinal, aqui está minha filha a tomar decisões para o seu futuro.

 

Até este momento, eu estava acostumada a desempenhar o papel de líder na vida da minha filha, às vezes o treinador, às vezes o mentor e muitas vezes o decisor final. Agora, ela deixava claro que queria ser a líder do processo. É claro que ela necessita dos meus conselho e sugestões, mas quando ela perguntar e não necessariamente quando eu quero dar.

 

Essa inversão de papéis foi bastante desconfortável e demorou algum tempo para aprender quando devo sentar no banco de trás e quando devo sentar no banco da frente e ajudá-la a navegar, mas principalmente, quando devo sentar no banco de trás e dar opiniões sem que sejam pedidas.

 

Eu criei uma excel, com uma visão geral, de todas as informações das universidades para facilita a minha tomada de decisão. Infelizmente, para minha filha, o meu excel não parecia fazer sentido para a sua tomada de decisão. Ela preferiu um documento do Google com inúmeras páginas, que ao meu ver não fazia sentido, mas para ela o método era eficaz. Era um bom momento para ficar no banco de trás (e não dar opiniões desnecessárias).

 

Os benefícios? Ela ficou à frente do processo e conseguiu tomar as suas decisões no tempo necessário e atingir seus objetivos e eu aprendi a usar muito melhor o Google Docs.

 

À medida que trabalhamos no processo, percebi como a situação era semelhante ao dia a dia dos lideres no exercício da sua função junto aos seus liderados. Muitas vezes precisavam deixar que alguém sente no banco do motorista e assuma o comando e passemos para o papel de seguidor.

 

É um grande desafio ser líder ou ser seguidor. Talvez as escolhas do seu colaborador não sejam as suas (Google Docs versus Excel) mas, se ele atingir os resultados necessários é sinal que voce foi um excelente líder e esta aprendendo ser um grande seguidor, permitindo um maior e melhor desenvolvimento de ambos.

 

Trabalhando com minha filha, aprendi algumas coisas ao fazer a mudança de líder para seguidor:

  • Ninguém gosta de um motorista de banco traseiro. Não se preocupe com as pequenas coisas e evite a tendência da micro-gestão.

  • Há momentos em que o motorista precisa usar o navegador. Está é a função do líder, ajudar a navegar, apontando os obstáculos e soluções.

  • O engagement e uma comunicação assertiva são fundamentais para a aprendizagem e o equilíbrio na mudança de papéis do líder e dos seus colaboradores.

A complexidade do atual ambiente de trabalho exige agilidade. Como líder é necessário reconhecer que a excelência da liderança passa pela capacidade de aceitar o papel de seguidor.

 

Cristina Cruz

Fonte: Harvard Business Review

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload