November 9, 2018

Please reload

Posts Recentes

É hora de criar um cargo executivo dedicado à requalificação dos colaboradores.

October 4, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Os estragos provocados pelos trabalhadores “tóxicos” superam os benefícios trazidos pelas “estrelas”

March 27, 2018

 

Em qualquer organização, os trabalhadores com um comportamento tóxico têm um impacto muito superior ao dos empregados mais valiosos, a acreditar num estudo conduzido por Dylan Minor (Harvard Business School) e Michael Housman (Cornerstone OnDemand). Depois de analisarem dados recolhidos junto de 11 organizações globais e 58,542 assalariados, descobriram que cerca de 1 em cada 20 trabalhadores era despedido com fundamento em violações graves da lei e das políticas da emprresa, tais como assédio sexual, violência no local de trabalho ou fraude. A seguir, estimaram que se esses trabalhadores não tivessem sido recrutados, aquelas organizações teriam poupado USD 12,489 por cada um em custos relacionados com o seu despedimento e substituição – ou seja, mais do dobro da estimativa de USD 5,303 de custos de ineficiência evitados pelo desempenho dos melhores trabalhadores.

 

Com estes resultados, os autores sublinham a importância das decisões de recrutamento e a preocupação que os gestores devem ter para, acima de tudo, evitar más contratações mais do que atrair “superestrelas”.

 

Pode consultar o estudo aqui:

It’s Better to Avoid a Toxic Employee than Hire a Superstar 

 

 

 

 

 

 

João Feijoo

Partner

TalentShip - Human  Capital Experience

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload